(62) 99402-8419

Correio Popular

Notícias, vídeos e podcasts

Médica do HCN alerta sobre riscos de acidentes com crianças durante as férias escolares

Cirurgiã pediátrica da unidade de Uruaçu alerta que toda atenção é fundamental e dá dicas de prevenção de acidentes
fb126a68-aac5-4da2-8a3a-799f02dd8209
fb126a68-aac5-4da2-8a3a-799f02dd8209

O mês de julho chegou e, junto dele, as férias escolares. Nessa época do ano de descanso para a criançada, é importante que os pais redobrem a atenção para prevenir acidentes domésticos. Quedas, sufocamentos, queimaduras, afogamentos e intoxicações que ocorrem acidentalmente dentro de casa estão entre as principais causas de morte infantil no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde.

Segundo dados preliminares divulgados pelo Ministério da Saúde, as mortes por acidentes domésticos com crianças e adolescentes de zero a 14 anos em 2022, chegaram ao número de 8.629 óbitos. Para ajudar as famílias, o Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), unidade do Governo de Goiás, com gestão do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), faz um alerta e dá orientações para ajudar prevenir a ocorrência desses acidentes.  

A cirurgiã pediátrica do HCN, Dra. Ana Luiza Rodakowski de Onofre, reforça que o comportamento da criança é imprevisível e que, por isso, toda atenção é fundamental. “Precisamos lembrar que as crianças são naturalmente curiosas e querem explorar o mundo à sua volta, por isso é importante estarem sempre supervisionadas. A melhor maneira de prevenirmos esses acidentes é conhecendo suas principais causas”, afirma Rodakowski. 

Um dos cuidados diz respeito ao armazenamento de medicamentos e produtos de limpeza, que precisam ficar fora do alcance das crianças, de preferência em armários altos e trancados, para evitar a intoxicação por ingestão ou algum outro tipo de acidente com materiais tóxicos.

A cozinha é um ambiente da casa que requer atenção redobrada. As panelas precisam ser colocadas nas bocas de trás do fogão, sempre com os cabos virados para dentro, para que a criança não corra o risco de se queimar ao tocá-las ou puxá-las. Outro ponto que merece atenção são os objetos e móveis pontiagudos, que precisam estar sempre com protetores para prevenir que as crianças se cortem ou se machuquem, principalmente batendo a cabeça.

Manter o piso de casa seco e evitar o uso de tapetes escorregadios também são ações simples que ajudam a prevenir tropeços e quedas. Também é aconselhável evitar que elas fiquem sozinhas em superfícies mais altas, como escadas, mesas, cadeiras e bancadas. Se não houver tela de proteção em janelas ou sacadas, a melhor opção é deixar esses locais sempre trancados.

A médica do HCN chama a atenção também para os casos de bebês e crianças que ainda usam o berço para dormir. “’O ideal é que ele esteja sempre com sua grade de proteção e que o espaço entre uma grade e outra não seja maior que 5 ou 6 centímetros, para que ela não fique com pernas e braços presos”.

Os choques também são uma causa recorrente de acidentes domésticos, por isso os cabos precisam estar intactos, colocados longe do alcance das crianças, e todas as tomadas devem estar protegidas. Outro ponto importante diz respeito aos objetos de pequeno porte e brinquedos, pois as peças podem se soltar e a criança pode engolir, correndo o risco de se engasgar.

Outra causa de acidentes com crianças é o afogamento. “É válido destacar que as crianças não se afogam somente com grandes quantidades de água, como uma piscina, rio ou mar. Um balde com 5 centímetros de água já é o suficiente para uma criança se afogar. Por isso, as privadas devem ser mantidas sempre com travas e os tanques precisam ter proteção”, orienta a cirurgiã pediátrica, lembrando que os pequenos nunca devem entrar numa piscina sem supervisão, mesmo que saibam nadar. 

“É importante conversarmos com os nossos filhos sobre esse assunto, afinal as crianças são grandes propagadoras de conhecimento. Se ela for bem orientada e entender a importância desse cuidado, irá ensinar seus colegas e desta forma evitaremos cada vez mais acidentes”, conclui a médica. 

Em caso de acidente doméstico, que necessite de um socorro urgente, a orientação é ligar imediatamente no 193para acionar o Corpo de Bombeiros. Lembrando que o HCN possui uma ala pediátrica com infraestrutura completa e equipe multidisciplinar para atender as famílias de Uruaçu e região, caso seja preciso.

Assista o vídeo com dicas da Dra. Ana Luiza para prevenir esses tipos de acidente aqui: 

Assessoria de Comunicação do HCN

Victor Weber – [email protected]

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp