(62) 99402-8419

Correio Popular

Notícias, vídeos e podcasts

Goiás Alerta prepara ações de emergência para chuvas intensas

Profissionais das Regionais de Saúde Central, Centro Sul, Pirineus e Rio Vermelho reunidos na capacitação (Foto: Cássio Silveira Gomides/SES)
Profissionais das Regionais de Saúde Central, Centro Sul, Pirineus e Rio Vermelho reunidos na capacitação (Foto: Cássio Silveira Gomides/SES)

A Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) começa a preparação dos profissionais de saúde visando à prevenção de agravos decorrentes do período chuvoso. Nesta quinta-feira (26/10), foi realizada a Oficina para Capacitação dos Municípios para a Operação Goiás Alerta e Solidário.

O evento, coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde de Goiás (Suvisa) da SES-GO, foi realizado no auditório do Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad) e reuniu técnicos dos municípios que integram as Regionais de Saúde Central, Centro Sul, Pirineus e Rio Vermelho. 

GOIÁS ALERTA E SOLIDÁRIO

A Operação Goiás Alerta e Solidário foi lançada em 19 de outubro, pelo governador Ronaldo Caiado e pela primeira-dama e coordenadora do Goiás Social, Gracinha Caiado. A força-tarefa prevê a execução de um plano de contingência e o estabelecimento com ações planejadas que serão executadas para ajudar a população dos municípios elencados como prioritários, que devem ser mais afetados por chuvas intensas. 

O Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás prevê que, de dezembro deste ano a fevereiro do ano que vem, 101 municípios do estado terão chuvas intensas, com um índice pluviométrico de até 500 milímetros ou mais.

Em cerca de 30 municípios, as precipitações serão de aproximadamente mil milímetros. Em Itapuranga e Itapaci, os volumes de chuva podem ser de até 1,5 milímetros ao longo dos três meses. 

ENFRENTAMENTO

A superintendente de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, informa que a SES-GO pretende capacitar os profissionais lotados nos municípios e nas Regionais de Saúde para o enfrentamento das situações de emergência, de desastres naturais, como enchentes.

“Vamos preparar os serviços de saúde para o atendimento das pessoas que sofrem o impacto dessas inundações”, destacou.

A superintendente também afirmou que, na capacitação, os profissionais serão orientados a fazer o acompanhamento das pessoas com doenças crônicas, que precisam do uso de medicamentos contínuos. 

A gerente de Emergências em Saúde Pública da Suvisa, Cristina Musmano, acentua que a ação a ser desenvolvida nos municípios também vai conscientizar a população sobre os cuidados relacionados ao consumo de água.

Ela observa que inundações e alagamentos causam contaminação do sistema de abastecimento de água oficial e dos sistemas alternativos, como cisternas e poços artesianos. 

Cristina Musmano informa que a Suvisa está preparando as equipes para a distribuição de hipoclorito de sódio, prevenção de hepatite e vacinação da população contra doenças que podem ocorrer durante as inundações, como o tétano decorrente de acidentes com material cortante. Ela

Editado por Kattia Barreto via Secretaria da Saúde – Governo de Goiás

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp