(62) 99402-8419

Correio Popular

Notícias, vídeos e podcasts

Caiado destaca ações de segurança na redução da criminalidade 

F8CB8502-B018-402A-9A4C-BC68AE0D3694
F8CB8502-B018-402A-9A4C-BC68AE0D3694

Balanço apresentado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) mostra queda nos índices de ocorrências no primeiro trimestre do ano, comparado ao mesmo período de 2022.

A queda nos índices de crimes violentos letais intencionais no 1° trimestre de 2023, em comparação com o mesmo período do ano passado, foi destacada em apresentação feita pelo Governo de Goiás nesta quinta-feira (27/04). Os dados foram divulgados em balanço sobre as ações das forças de segurança goianas, feito pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), em evento na Fundação Tiradentes, em Goiânia.

Os latrocínios, que são os roubos seguidos de mortes, tiveram queda de 66,7%. Já os homicídios dolosos, quando há a intenção de matar, a redução atingiu 8,2% no período analisado. O governador Ronaldo Caiado, presente no evento, ressaltou a quantidade de municípios goianos sem registros de assassinatos neste ano: são 160 entre todas as 246 cidades do estado.

Redução da criminalidade

“Em breve nossas polícias serão chamadas para dizer aos outros Estados da Federação como se faz segurança pública. Tenho certeza disso pelo ponto de excelência que atingiram”, afirmou o chefe do Executivo, diante de integrantes de todas as corporações associadas à SSP.

Caiado falou ainda sobre seu desejo de ser parte do desenvolvimento profissional de todos eles até o fim de seu mandato, em 2026. “Acreditem na profissão de vocês. Ela é fundamental para a preservação do processo democrático, da dignidade e de cidadania”, completou.

Os indicadores apresentados têm como fonte o Observatório de Segurança Pública do Estado de Goiás e são coletados por meio do Sistema de Registro de Atendimento Integrado (Sistema RAI).

Para a reunião e divulgação dos dados, foi levado em consideração, de acordo com a SSP, o Plano Nacional de Segurança Pública, que prioriza a atenção a crimes violentos. “Estamos prestando contas à sociedade deste trabalho integrado e com inteligência, que foi fundamental para agirmos de forma preventiva”, explicou o titular da pasta, Renato Brum, sobre o evento.

Balanço

Nos primeiros três meses deste ano, 1.631 mandados de prisão foram cumpridos em Goiás, além de 6.822 prisões em flagrante. Ao todo, 6.546 operações foram deflagradas, 58 quadrilhas acabaram desarticuladas, 1.251 armas de fogo foram apreendidas e 7.942 quilos de entorpecentes foram interceptados pelas forças de segurança.

O número de crimes violentos contra o patrimônio ficou zerado em 126 cidades de Goiás neste ano. No caso de roubo a instituições financeiras, ele segue zerado desde o início da atual gestão do Estado, em 2019. Registraram queda entre os primeiros trimestres de 2022 e 2023 também os índices de roubos de veículos (-32,3%), roubos a residência (-29,2%), roubos a transeuntes (-25%), roubos em comércio (-16,4%), roubo de cargas (-55,2%) e roubos em propriedades rurais (-12,1%).

“A segurança pública de Goiás nunca antes experimentou ter um governador tão parceiro como Caiado”, salientou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel André Henrique Avelar de Sousa.

“A Polícia Civil está se preparando com novas ferramentas tecnológicas para estar sempre à frente”, disse André Ganga, delegado-geral da corporação, que ressaltou pontos focais no atendimento às mulheres, no combate a crimes em redes sociais e no próximo concurso, que, segundo ele, será o maior dos últimos 20 anos.

“Nós, da Polícia Penal, só temos a agradecer pela liberdade para trabalhar. A mudança que o sistema penitenciário teve nos últimos anos veio pela confiança na instituição em fazer com que os presídios do Estado sejam, de fato, locais de cumprimento de pena”, direcionou Josimar Pires, diretor-geral de Administração Penitenciária, ao chefe do Executivo.

 Secretaria de Segurança Pública – Governo de Goiás

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp